Golpe da barriga, um golpe masculino e de Estado

Por Camila Fernandes É muito comum ouvirmos por aí que, fulana deu um “golpe da barriga”. Aquela personagem de filme que, no desespero de uma relação derradeira, não hesitou um segundo, foi lá, planejou tudo e na surdina, conseguiu engravidar! A vilã da novela, ruim que só ela, que para prender o bom moço, perdidamente…

Redução não é a solução

*Texto de Camila Fernandes Aqueles que já tiveram contato com o chamado “sistema socioeducativo” sabem que a redução da maioridade penal não passa de uma promessa falsa e delirante para “acabar com criminalidade”. É mais fácil e menos custoso formular leis punitivas do que oferecer educação de qualidade para jovens. A tentativa de reduzir a…

Por que o papai foi embora?

A resposta mais direta e honesta para mães e filhos que estejam se fazendo esta pergunta é: porque ele pode. Os papais podem ir embora e muitos assim o fazem. Dados do Conselho Nacional de Justiça mostram que pelos menos 5 milhões e meio de crianças brasileiras não têm o nome do pai na certidão….

Nós reivindicamos!

Se você algum dia conversou com alguma mulher ativista, ou leu algum texto em algum blog feminista, sabe: 8 de março é dia de luta. Nós também homenageamos todas as guerreiras que nos precederam, e comemoramos o resultado de suas lutas, mas a homenagem e a comemoração nada têm a ver com as qualidades “inerentes”…

Como nascem os índios

*Texto de Nádia Recioli A história se repete e se repete e se repete. Estive por dois anos vivendo em uma aldeia Kaiowá no Mato Grosso do Sul e via todos os dias as consequências do processo de colonização se desdobrarem bem diante dos meus olhos. Com os Kaiowá aprendi como funciona o mecanismo de…

A Barbie, gafes e questões feministas

 Texto de Bárbara Diniz Há alguns dias semana cometi uma gafe e magoei uma pessoa muito querida. No final das contas, eu fiquei muito magoada com o resultado final (eu não queria magoar ninguém), mas também muito tranqüila com minha tomada de decisões. Eu estudo cultura de paz e ações políticas de não-violência, em que eu…

Entre biologia e sociedade: por uma discussão ética da maternidade

Texto de Carolina Pombo. Quando a gente começa a falar de maternidade e maternagem é muito comum ouvir questionamentos sobre o papel da biologia e da sociedade. Dependendo das respostas podemos ser “encaixadas” nas versões y ou x das teorias feministas e dos movimentos maternos. O assunto é sensível a esses questionamentos porque ele remete a…

Para que serve a identidade ou por que escolher a maternidade como foco

Texto de Amanda Vieira. O ser humano é um ser social – dizer isso significa assumir que uma pessoa não existe no vácuo, não brota no vazio ou no acaso: significa dizer que ela depende de outras pessoas para sobreviver. O nascimento de um ser humano não pode ser encarado como algo neutro, puramente biológico….

Carta de intenções de uma mãe feminista

 Esta bela carta é uma construção coletiva do grupo a partir de ideia original de Renata Corrêa.Que artigos você adicionaria à sua – ou gostaria de encontrar em uma carta dedicada a você? _________ Criança querida, Desde o seu nascimento que toda e qualquer certeza que eu tinha a respeito da maternidade caiu por terra….